gamesquad.xpg.uol.com.br

WebMedia XPG

Manada: o que todo mundo fala pode não servir para você!


Manada: o que todo mundo fala pode não servir para você!

Você já ouviu falar em comportamento de manada? Pois bem, vou começar este artigo pedindo para você lembrar dos tantos conselhos que têm ouvido ou lido ultimamente sobre uma série de coisas. Agora pense nos veículos que falam de economia, nos e-mails de “especialistas”, nos tantos sites de educação financeira que há por aí.

Provavelmente o que você mais tem ouvido é que com a queda da Selic (a taxa básica de juros da economia, que passou a ser de 5% ao ano) os investimentos em renda fixa não vão render quase nada e a poupança provavelmente ficará negativa quando descontada a inflação.

Pois bem, isso é um fato. Outro fato, porém, é que muitas dessas pessoas e publicações também têm tentado obrigar o investidor que até ontem só colocava dinheiro em renda fixa a entrar, de uma hora para outra, em investimentos de maior risco. E se não fizer isso, “é claro”, é porque está perdendo oportunidades ou é “um idiota”. Pasmem, isso tem sido falado.

Tenho conversado com educadores financeiros que se mostram muito preocupados com essa indução rápida e emergencial a investimentos mais arriscados sem que se leve em conta o perfil da pessoa, os planos para o dinheiro investido, o tempo de investimento, a liquidez. Pessoas que admiro muito na área lembram o quanto é importante ir com calma e não seguir a manada nestes momentos.

É preciso lembrar também que muita gente só consegue investir de determinado jeito, mesmo ganhando menos, e aí é melhor deixar como está e ir estimulando aos poucos o aprendizado, que deixar a pessoa se sentir a última das criaturas por não estar aderindo ao movimento do mercado. Ou, pior, fazer com que a pessoa simplesmente pare de guardar ou investir porque não consegue fazer de outro jeito.

Aproveite: Diin: 106% da Poupança de rentabilidade segurança (Conta Grátis)

Lucidez ao ouvir a manada

Não costumo falar muito de investimentos aqui pois não sou analista, mas por falar em comportamentos e emoções relacionadas à educação financeira, entendo que é preciso alertar para que cada um de nós, nos diversos momentos em que se sinta tentado a sair totalmente do rumo por conta dos outros, pare um momento, analise com cuidado, e tente ver o que está ocorrendo com lucidez antes de alterar totalmente o caminho.

A Black Friday também é um exemplo importante para avaliarmos. É natural que, mesmo sem querer ou precisar, muitos se sintam tentados a comprar por impulso alguma coisa apenas para não perder a promoção. Isso acontece em muitas situações e não somente no campo financeiro. Quantas vezes simplesmente seguimos um grupo não porque era o que pretendíamos fazer, mas para não nos sentirmos peixes fora d´água? O problema é que há situações sem muito risco e outras que podem arruinar nossos bolsos ou até nossas vidas.

Adolescência é exemplo

Adolescentes, por exemplo, têm que ser observados de perto, com muito carinho e diálogo familiar, para que não caiam nas muitas ciladas que a manada (ou um pequeno mas significativo grupo) proporciona. Quantos não se enfiaram em vícios por conta de não querer abandonar os colegas? Quantas histórias você já não ouviu ou talvez até tenha vivenciado com relação a isso? Eu conheço várias. E depois que se entrou na manada para sair pode custar anos!

É por isso que, quando adultos, com um pouco mais de conhecimento e reflexão, temos toda a capacidade para dizer “não” quando necessário e entender que, apesar das pressões, pode ser que o que vale para todo mundo não vale para mim. Comecei falando de uma questão relacionada a investimento que tenho ouvido muito, mas pode valer para as mais diversas situações na vida, entende?

Uma terapeuta amiga minha costumava dizer que em alguns momentos precisamos nos imaginar em uma “bolha” para poder entender o que realmente vale para nós e o que não vale. Ela estava falando sobre questões familiares, mas acho que é possível usar a técnica para muito mais coisa!

Que tal começar a semana mais confiante e atento ao que chega da manada? Talvez algumas coisas até te sirvam, e se for o caso, apenas continue. Mas se não servirem, saiba dizer “não” e avaliar o seu próprio caminho no tempo certo e com lucidez. Certamente te poupará muita dor de cabeça!

------ Este artigo foi escrito por Janaína Gimael. Este artigo apareceu originalmente no site Dinheirama.A reprodução deste texto só pode ser realizada mediante expressa autorização de seu autor. Para falar conosco, use nosso formulário de contato. Siga-nos no Twitter: @Dinheirama

Publicidade

Fechar

CONTATO

Preencha o formulário abaixo

Fechar

Hospedagem HTML Grátis sem limite

Infelizmente este serviço foi descontinuado e não será possível criar um novo cadastro


Fechar

BLOG Grátis

Infelizmente este serviço foi descontinuado e não será possível criar um novo cadastro


Fechar

Esqueci minha senha

Crie já o seu cadastro

Fechar

ESQUECI MINHA SENHA

 

Se você esqueceu sua senha, digite seu login abaixo.

Se você esqueceu seu login, digite seu e-mail abaixo.