recantododragao.xpg.uol.com.br

WebMedia XPG

Xô, amarelão!


Dentil/Praia Clube 3x0 Sesc-RJ 
(Super Set: 25x18)

Sesc Bernardinho Fernanda Garay vôlei feminino
Foto: Wander Roberto/Inovafoto
 
Avisa aí que a Superliga tem um novo campeão! E é o Praia Clube!

Já faz umas quatro temporadas que, com investimentos pesados, o time mineiro está à procura deste título. E ele veio na melhor temporada. Naquela em que, como bem disse Paulo Coco ao final da partida, a equipe quebrou diversos tabus, inclusive o de não vencer o Rio de Janeiro.

Mesmo assim, o time também passou por provações, a principal delas na final da Copa Brasil em que perdeu para o Osasco. Ali a dificuldade em superar decisões voltava a assombrar o Praia e nos fazia duvidar de que poderia ser um vencedor.

Pois, depois deste domingo, a desconfiança e a pecha depreciativa de "amarelão" destinadas ao Praia podem ficar de lado. O time mineiro conquistou, com propriedade, o lugar mais alto do pódio da Superliga 17/18! 

***************************************

No post sobre a primeira final, expus minhas dúvidas em relação à capacidade de reação do Praia para inverter a situação em que se encontrava. Sabia que o time poderia jogar muito melhor do que naquele primeiro jogo, mas achava difícil que, do outro lado da quadra, o Sesc, com toda a sua tradição e “copeirice”, desse brecha para uma virada.

Do Rio e do Bernardo se espera tudo. Inclusive passar três sets jogando muito pouco e de repente, naquele um set que precisa vencer, aparecer e abocanhar o título que parecia encaminhado para o Praia. 

O Sesc até deu sinais de que iria aprontar no Super Set, mas, no fim, quem cresceu nos momentos finais - e com muita maturidade - foi o Praia. O time foi muito senhor de si. Quando se pensava que, com algumas reações do Sesc, ia perder a mão da partida, ele voltava, com o foco, a comandar o jogo. 

***************************************
 
O Praia tomou conta da partida quando acertou o aproveitamento dos contra-ataques, que no primeiro set começou mal. Ali criou o domínio sobre o Sesc, pois era nos contra-ataques o ponto em que as cariocas levavam vantagem. Com isso acertado e com uma virada de bola bem mais constante do que o adversário, o Praia embalou.

Mais seguro no passe, o Praia, comandado pela Claudinha, aproveitou todo seu rico repertório. E, para melhorar, teve Fawcett e, principalmente, Garay em uma manhã “matadora”.

Aliás, foi uma partida de redenção para algumas jogadoras e de confirmação para outras. Garay apagou a má atuação do primeiro jogo com uma atuação de gala, virando as bolas mais importantes no ataque e dando segurança na recepção. Amanda não fez uma partida espetacular, mas não comprometeu na rede e se recuperou rapidamente dos erros de passe, mantendo o fluxo de jogo do Praia. Fabiana foi outra jogadora que se redimiu do mau desempenho na primeira final.

Fawcett, com mais companhias no ataque, novamente foi importante para o time sendo decisiva, desta vez, no saque. E, Claudinha, sempre tão contestada, teve uma atuação muito segura, lúcida e de qualidade, esbanjando habilidade em muitos momentos.

Já do outro lado da quadra, pelo Sesc, individualmente algumas jogadoras ficaram devendo. Aquelas que costumam ser a cara do time, Monique e Gabi, ficaram devendo. A ponteira principalmente fez uma partida para esquecer. Foi ela o ponto frágil da recepção carioca e não a Drussyla, como se poderia imaginar. E no ataque pelas pontas, foi também a Drussyla que tentou puxar o time no Super Set. As veteranas é que não conseguiram manter o ritmo de recuperação ditado pela jovem ponteira. 
 
Pelo menos a Fabizinha pode se despedir das quadras, se não campeã, com a certeza de que brilhou na sua última partida como em toda a sua carreira. (Depois devo fazer um post sobre a despedida da jogadora). 


***************************************
 
Foi uma temporada difícil para o Rio que começou com a perda do patrocínio de mais de uma década da Unilever e que terminou sem um grande título. Bastante atípica, portanto. Com muitas jogadoras com problemas físicos, o time lutou quase a SL toda para achar a formação ideal e reencontrar seu estilo de jogo.

Mas em qualquer outro clube, problemas como esses já teriam decretado o insucesso da temporada. O Sesc, porém, resistiu e, mesmo longe do seu melhor, esteve próximo de mais um título da SL. 
 
Uma grandeza e uma competência que nenhum outro clube brasileiro tem. 


***************************************

O título do Praia consagra a melhor campanha da SL e, o mais importante, um projeto sério de investimento no vôlei feminino que vem sendo feito há exatos dez anos, quando o time venceu a Liga Nacional e entrou para a elite do vôlei.

É importante para o campeonato nacional que uma nova força apareça e se consolide. Uma vitória como essa, derrubando a hegemonia do Rio, é inspiradora. Tomara que a conquista do Praia represente um caminho vitorioso para o clube como também um cenário nacional mais competitivo e equilibrado, em que mais equipes consigam se colocar no patamar do já supervitorioso Rio. 

***************************************
 
As premiações individuais:

Melhor jogadora: Tandara (Vôlei Nestlé)
Melhor ataque: Tandara (Vôlei Nestlé)
Melhor saque: Bruna Horório (Pinheiros)
Melhor bloqueio: Bia (Vôlei Nestlé)
Melhor recepção: Fabi (Sesc RJ)
Melhor defesa: Suelen (Dentil/Praia Clube)
Melhor levantadora: Roberta (Sesc RJ)
Melhor jogadora da final: Claudinha (Dentil/Praia Clube) 
 
- Roberta tinha pela frente uma temporada de afirmação e a premiação como melhor levantadora só legitima a sua entrada para o primeiro time de levantadoras do Brasil.
 
- Tandara é outra jogadora que vive ótima fase - mas confesso que me preocupo pelo quanto ela é exigida fisicamente. Pontuou por ela e por quase todo mundo do Osasco.

- Que bom que a Fabi se despede com um prêmio individual. Só mostra como ela sai das quadras em alto nível. 

- Deveria ter a categoria "Mais sortuda", que seria dado, é claro, para a Andreia. Conseguiu ir para um time grande depois de uma temporada desastrosa no Brasília e ainda é campeã brasileira. E sem praticamente nem entrar em quadra.


Publicidade

Fechar

CONTATO

Preencha o formulário abaixo

Fechar

Hospedagem HTML Grátis sem limite

Infelizmente este serviço foi descontinuado e não será possível criar um novo cadastro


Fechar

BLOG Grátis

Infelizmente este serviço foi descontinuado e não será possível criar um novo cadastro


Fechar

Esqueci minha senha

Crie já o seu cadastro

Fechar

ESQUECI MINHA SENHA

 

Se você esqueceu sua senha, digite seu login abaixo.

Se você esqueceu seu login, digite seu e-mail abaixo.